O dia que eu terminei How I Met Your Mother

O dia que eu terminei How I Met Your Mother

O título do post já diz sobre o que se trata. Tem spoiler. Tem alguns xingamentos. Provavelmente algumas lágrimas também. Foram nove temporadas televisionadas de 2005 a 2014, mas que assisti de 2015 a 2017 graças a Netflix.

Demorou. Passei meses me arrastando para assistir a nona e última temporada. Mais meses quando percebi que faltavam apenas dois episódios. Last forever, parte um. Last forever, parte 2. Last forever que eu não queria aceitar, afinal, como vai ser daqui para frente quando eu estiver tendo um dia ruim, quando eu simplesmente estiver me sentindo na merda, como eu vou fazer sem a dose de alegria e amor que How I Met Your Mother me passava a cada novo episódio?

“O que importa não é o destino. E sim a jornada.”

São tantas as lições que aprendemos e podemos tomar nota em um caderninho para levar na vida real… Por exemplo, todo fã sabe que nada de bom acontece depois das duas da madrugada. Sabe também que não será fácil manter os amigos queridos por perto, mas que sempre tem aqueles que valem o esforço. Tatuagens? Só se não estivermos bêbados ou emotivos. Ah, e por falar em bêbados, as ideias que temos quando estamos a base de álcool não são as melhores, já está na hora de reconhecermos isso.

serie how i met your mother
Foto: Divulgação/IMDb

O Barney não valia muita coisa, mas graças a ele aprendemos que ao invés de ficarmos tristes podemos mudar isso e ficarmos incríveis. Simples. É tudo uma questão de pensamento. As tantas namoradas do Ted nos ensinaram que se estamos apenas ficando ou conhecendo uma pessoa, ela não precisa estar nas fotos que tiramos nos eventos e datas especiais, a Lily jamais aprovaria isso e é sensato não estragarmos esses momentos fotográficos importantes.

As pessoas sempre terão alguma receita para a ressaca, a gente só tem que acreditar que é a receita certa. É importante nos certificarmos de que não estejamos só pensando, pensando e pensando. Precisamos de fato fazer o que pensamos, certo? E as coisas que fizermos de lendário nessa vida terão um significado bem maior se tivermos nossos amigos por perto.

”Todos nós tomamos decisões estúpidas… Mas o tempo pode pegar uma decisão estúpida e transformá-la em algo totalmente diferente.”

texto sobre how i met your mother
Foto: Divulgação/IMDb

Durante as temporadas também aprendemos que a vida não é como esperamos e logo, o final da série também não poderia atender todas as expectativas (que pelo menos eu criei, não sei vocês, mas não foi fácil aceitar esse fim não). Como eu chorei quando a Mother entrou no McLaren’s para fotografar todos juntos. Nem vamos falar como eu estava quando apareceu a rápida cena do Ted e ela (Tracy) no hospital. Sério. O cara leva anos (nove temporadas, em termos de séries) para conhecer o amor da vida dele para perder esse amor assim? Desse jeito? De um episódio para o outro?

Poderiam ter feito mais duas temporadas com os dois juntos, seria muito? Eu sabia o que acontecia, mas não estava preparada. Acho que a bronca maior foi essa. Só que, como eu disse, as coisas não são como esperamos e essa história não era sobre Tracy, era sobre o Ted, sobre Lily, Marshall, Barney, Robin e sobre como a vida acaba unindo as pessoas e o tempo afastando-as. Sobre como o destino gosta de rir da nossa cara. Sobre como não devemos desistir de algo que sonhamos, por mais difícil que seja. Ted Mosby é o exemplo vivo do quanto a gente pode ser trouxa em nome do amor e ainda acreditar e esperar pela pessoa certa.

ted de how i met your mother
Foto: Divulgação/IMDb

Acompanhar a história desses cinco é algo tão gostoso de fazer que você não sente o tempo passar. E a amizade que eles cultivam naquela mesa de bar é tão linda que não tem como a gente, entre uma temporada e outra, se sentir grato por estar com os próprios amigos em algum bar vivendo a própria história, comentando os próprios acontecimentos. Claro, nós nunca que iremos fazer algo tão lendário como assistir uma luta entre robô e lutador, mas aquece um pouco nossos corações que estejamos fazendo nossa própria jornada. Ou que tenhamos mais vontade de trilhar nosso próprio caminho e ter nossas próprias histórias para contar as crianças.

Recentemente a Netflix anunciou que a série será removida do catálogo em julho, devido ao contrato com a FOX. Mas ainda temos algum tempo para revermos os melhores episódios. Aconselho que vocês assistam uma última vez o episódio 24, Something New, da oitava temporada; o 8, Spoiler Alert, da terceira temporada; o 12, Girl vs Suits, da quinta temporada; o 11 e 12, The Final Page, da oitava temporada; o 16, How Your Mother Met Me, da nona temporada; o 4, Intervention, da quarta temporada; o 9, Disaster Averted, da sétima temporada; AI MEU DEUS EU TÔ LISTANDO TODOS OS EPISÓDIOS! VAMOS TER QUE ASSISTIR TUDO DE NOVO, GENTE, ACABEI DE DECIDIR AQUI!

sobre how i met your mother
Foto: Divulgação/IMDb

Todas as fotos usadas estão sob licença do site IMDb*

🖱 Siga as rede sociais de quinta e fique por dentro das novidades:

📸 Instagram: @escritoradequinta 
👍 Facebook: Escritora de Quinta
📌 Pinterest: Tati Santana

3 comentários sobre “O dia que eu terminei How I Met Your Mother

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s