Mais um filme favorito em 2017: Baby Driver

Mais um filme favorito em 2017: Baby Driver

Falar para você que 2017 está sendo um ano maravilhoso demais para ir ao cinema! É cada filme que dá gosto de sentar na sala escura acompanhada de uma boa pipoca (ou companhia) para apreciar a história das próximas duas horas a seguir. Você não imagina o quanto estava empolgada para assistir Baby Driver, que no Brasil teve o título traduzido para Em Ritmo de Fuga!

baby-driver-f71746
Foto: Reprodução/Estação Geek

Aquela cena com os seis primeiros minutos me deixou doida! Eu já sou doida, então imagina como fiquei? Estava era dançando e me mexendo conforme Bellbottoms tocava, até minha mãe coloquei para dançar. Mas vamos ao que interessa, vamos a minha resenha que tem como intuito te fazer concordar com minhas palavras, ir ao cinema correndo assistir ou me xingar por estar exagerando. Sempre temos três opções nessa vida, não é mesmo?

Ansel Elgort é Baby, B-A-B-Y. Um bonitinho que pode ganhar seu coração de imediato (ou não). Com uma infância complicada, o novinho sofreu um acidente de carro quando era pequeno. Além de perder os pais na batida, ele acabou desenvolvendo um problema auditivo que o faz usar fones de ouvido na maior parte do tempo para abafar os ruídos. É o mocinho que acaba na vida do crime. Se envolve em roubos grandes, onde um deles finalmente acaba dando errado.

cena-do-filme-em-ritmo-de-fuga-1489502529940_v2_900x506
Foto: Divulgação/UOL

O filme todo fora pensado conforme as músicas, cada cena e o desenrolar dela tem uma conexão forte com a melodia que estará tocando. Os gestos dos atores, as falas, tudo é pensado em harmonia com a trilha sonora que foi uma forte protagonista durante todo o filme. Vou até colocar os seis primeiros minutos aqui para você entender do que estou falando. É mágico e sensacional como a câmera dança com os atores e a música:

Edgar Wright é responsável por essa maravilhosa obra da sétima arte que tanto amamos prestigiar. Um elenco que também pesa bastante, tendo Kevin Spacey (House of Cards), Jamie Foxx (Django), John Hamm (Mad Man), Jon Bernthal (The Walking Dead) e Lily James (Cinderela). E caso seja do seu interesse, até o Flea, baixista da banda Red Hot Chili Peppers tem uma participação no filme!

Uma história que tem drama, ação, romance e comédia na medida certa para não deixar o enredo confuso. Os créditos começaram a subir e eu fiquei com aquela sensação de “queria ter escrito um roteiro desses!”, não sei se você me entende, mas existem filmes tão geniais que me pego invejando o diretor por ter comandado algo que atingiu aquele resultado tão perfeito.

baby-driver-5
Foto: Reprodução/Comunidade Cultura e Arte

Eu sei, você deve tá pensando que essa é mais uma daquelas resenhas tendenciosas que elogiam demais um filme mediano. Mas acompanhe as críticas, pergunte aos amigos, dá uma conferida no que as pessoas andam comentando sobre o motorista neném (desculpa, fiz trocadilho com Baby Driver, não resisti, perdoa as piadas ridículas e não desiste de mim) e veja que não sou a única a enaltecer essa obra! Adicionei aos favoritos sim e pretendo assistir de novo também. O filme estreou dia 27 de julho nos cinemas, talvez você ainda encontre alguma sessão na sua cidade. Corre que dá tempo!

Veja o trailer:

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s