Especial com filmes para aquecer seu coração

Especial com filmes para aquecer seu coração

Hoje é dia nove de junho. Você está inalando coraçõezinhos e casais apaixonados desde final de maio que pareceu ter 32 dias. Não tem como fugir, o dia dos namorados está no Spotify com playlist especiais para ouvir com o amado que você não tem, está na televisão com as propagandas dos presentes que você não irá ganhar, está no centro comercial da sua cidade e nas ruas com as pessoas que parecem surgir na sua frente sempre acompanhadas e felizes.

É difícil, minha amiga e meu amigo, mas todo dia dos finados até agora você passou vivo. O que tornará passar o dia dos namorados sem namorado ou namorada uma fichinha. Sério. Desculpa usar esse exemplo de quinta, mas, ei! Olha o nome do blog, você não poderia esperar uma piada de primeira, muito menos de segunda, né?

Mas vamos ao que interessa, vamos aos filmes que decidi indicar para aquecer vossos corações solitários nesse final de semana que antecede a segunda (como se não já não fosse ruim o bastante) de dia dos namorados. Sem essa de querer fugir, são histórias de amor sim e que irão aquecer seu coração solitário também. Vão por mim, de verdade, assistir pelo menos um desses filmes nesse final de semana irá aliviar sua alma. Até quem já tem a famosa metade da conchinha na hora do edredom pode assistir. São os queridinhos para aquecer qualquer coração ❤

Comer, Rezar, Amar (2010)

a-renovacao-espiritual-em-comer-rezar-e-amar-html
Foto: Reprodução/Obvious

Liz tinha uma vida completamente estável, uma casa, um marido, um trabalho de sucesso. Até que as coisas começam a mudar drasticamente. Com o divórcio ela já não sabe mais o que é importante, não conhece mais a verdadeira razão por estar nesse mundo. Um filme que mostrará Julia Roberts numa viagem de auto-descoberta para sua própria personagem. Daqueles que te deixará com vontade de fazer as malas ou preparar uma macarronada. Sério, ela fica uns dias na Itália (que é minha parte preferida) e eu não posso deixar essa vida antes de comer naquele lugar.

Dica valiosa: ele também está disponível na Netflix.

La La Land – Cantando Estações (2016)

O queridinho do Oscar que você precisa rever ou se ainda não assistiu, precisa urgentemente assistir! Uma história que, como já disse aqui no blog, não é sobre amor, é sobre sonhos. Mia e Sebastian, Emma Stone e Ryan Gosling nessa mágica história sobre como a vida gosta de brincar com nossos sentimentos e testar nossos sonhos.

Mesmo Se Nada Der Certo (2014)

tumblr_nhtzqx1ym51tjb1uko1_540
Foto: Reprodução/Tumblr

Uma história que reúne vários perdedores. Acredite, cada personagem desse filme perdeu algo e está em busca do melhor caminho para seguir em frente. E o melhor de tudo é que a trilha sonora fará você se apaixonar ainda mais por esse filme. Ainda mais, no caso, porque tem Adam Levine e Mark Ruffalo, então imaginem a dose alta de amor que vocês encontrarão nesse filme. Também já falei sobre ele aqui no blog.

Celeste e Jesse Para Sempre (2012)

Você já pensou como seria sua vida se tivesse conhecido o amor dos seus sonhos no ensino médio e casado com ele? Pois é, agora imaginem como essa história realmente deve ser contada? Sem o clássico conto de fadas que estamos acostumados? Celeste e Jesse nos mostram como nem sempre é fácil manter uma relação por tantos anos. Assim como terminar essa relação também não é algo assim tão simples.

Um Dia (2011)

um dia
Foto: Reprodução/DicaPraHoje

Dex e Em, Em e Dex. A história desses dois é cheia de situações que a vida vira e mexe impõe em nossos caminhos. Destinos que se separam e se cruzam novamente, uma história de 20 anos que inicialmente foi contada no livro pelo autor David Nicholls e agora nessa adaptação que tem Anne Hathawey, como Emma Morley e Jim Sturgess, como Dexter Mayhew. Pessoas que deveriam permanecer juntas, mas que a vida decidiu tecer novos planos para elas.

E só mais uma dica: tem na Netflix também.

Interação: Filmes preferidos das blogueiras

Interação: Filmes preferidos das blogueiras

Quem acompanha o Escritora de Quinta deve estar se perguntando que tipo de post é esse, pois bem, não se desesperem que irei explicar tudo direitinho para vocês.

Fui convidada para participar do Projeto 20 Coisas, criado pela Helô do Onde Cê Vai Loko e pela Mi do Michellândia. O projeto é uma interação que faremos entre todos os participantes, trocando postagens no blog um do outro. E na mesma pegada dessa interação linda que estamos fazendo (logo, logo vocês verão mais sobre o projeto por aqui) eu decidi fazer esse post, onde cada um dos participantes escolheram o filme preferido e falaram sobre o significado dele. Afinal, filme e série sempre acabam significando alguma coisa pra gente, né?

Não são todos os blogs participantes do projeto, mas consegui convencer alguns a mandarem os filmes. Espero que gostem e no final é claro que eu coloquei o meu filme preferido. Juro que escolhi só um, mas tô aqui sofrendo pensando nos tantos outros filmes que também amo.

Luísa, O Mundo de Eulália: Orgulho e Preconceito

orgulho-e-preconceito-2
Foto: Divulgação

Eu amo o cinema em geral mas tem alguns filmes no qual sempre volto assistir não importando quantas vezes já tenha o visto. E para mim um filme inesquecível é Orgulho e Preconceito.

Eu sou apaixonada por qualquer coisa de época. Seja filmes, novelas e afins. Esse filme além de ser inspirado numa grande obra de literatura, tem um enredo apaixonante. E quem não quer viver uma história de amor como essa? Volta e meia eu assisto de novo e não enjoo. Os atores são lindos, o cenário, a história. Não tem como não se apaixonar por esse filme.

Helô, Onde Cê Vai Loko: 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você

zpyzlofn
Foto: Reprodução/ViralityToday

Confesso que sou fascinada por suspenses e documentários criminais, pois é uma área que atualmente é o meu dia a dia devido a minha área de formação. Mas um filme que me marcou muito, principalmente a adolescência foi “10 coisas que eu odeio em você”. É tipo uma comédia romântica meio fora do padrão e deixo aqui o poema que é o ápice do filme:

“Odeio o modo como fala comigo, e como corta o cabelo. Odeio como dirige o meu carro e odeio seu desmazelo. Odeio suas enormes botas de combate e como consegue ler minha mente. Eu odeio tanto isso em você que até me sinto doente. Odeio como está sempre certo e odeio quando você mente. Odeio quando me faz rir muito, mais quando me faz chorar… Odeio quando não está por perto e o fato de não me ligar. Mas eu odeio principalmente não conseguir te odiar. Nem um pouco, nem mesmo por um segundo, nem mesmo só por te odiar.”

Já assistiu? Se ainda não corre lá no youtube, que tenho certeza que vai adorar. (Assistam também “Número 23” =X).

Michelle Graça, Michellândia: Star Wars

princesa-leia-star-wars
Foto: Reprodução/PlayBuzz

Existe um “quadrado das Bermudas” em minha vida: viagens, livros, séries e filmes. São minhas paixões e me perco nelas facilmente. Eu assisto de tudo: comédia romântica, drama, passando pelos filmes de guerra, indo aos suspenses e chegando aos filmes de super heróis (Marvel ❤). Só não curto filmes com espíritos: um mês sem dormir na certa (sou medrosa, me julguem… rs). Entre todos os gêneros existentes, o que eu mais gosto é o de ficção científica.

Como a garota que ama filmes é humanamente impossível escolher apenas um, então eu escolhi um clássico, um filme que mudou a historia do cinema, recriou e criou vários segmentos existentes na sétima arte e que arrasta multidões para uma galáxia muito, muito distante… STAR WARS!

Star Wars é muito mais que um filme, é um universo onde você aprende diversas lições de vida, e sabe qual mais me marcou? A princesa empoderada: Léia! Sim, sim pessoas, ela foi a primeira princesa que a pequenina Michelle teve contato, empoderada, princesa das galáxias, capitão, inteligentona, diferentona e que conquistou seu espaço em um universo totalmente masculino. E foi essa princesa que me ensinou Yes I can!

E foi assim que eu cresci, acreditando que eu poderia conquistar tudo, planetas, galáxias e todos os meus sonhos ❤

Lorrany, Diário de Uma Garota Cristã: Como Estrelas na Terra

dislexia
Foto: Reprodução/Reab.Me

Esse filme é muito emocionante, não tem como você assistir e não chorar, sério! Ele mostra que cada pessoa tem suas limitações mas que ela tem também seus talentos, e que se não soubermos como trata-las podemos acabar matando os sonhos delas.  E que o amor e dedicação ao próximo tem um poder maravilhoso e lindo.

Sinopse: O filme conta a história de um menino e 9 anos chamado Ishaan Awasthi, ele sofre de dislexia, estuda em uma escola normal e repetiu uma vez o terceiro período e está correndo o risco de isso acontecer de novo.

Amanda, Explorar-te: De Repente é Amor

derepenteee-thumb-800x480-139614
Foto: Reprodução/Obvious

Eu sou a doida dos filmes, deu para ver que adoro pelas resenhas né? Mas eis aqui um filme que é meu xodó e ainda não contei lá no blog (segredo hein!). É o filme “de repente é amor”, quem me apresentou esse filme foi um ex-namorado, e na época que assistíamos juntos eu já gostava, ele sempre dizia que eu era todinha a Emily (personagem principal que por sinal é interpretada por Amanda Peet, coincidência ou não!), mas só depois que comecei a vê-lo sozinha que tudo começou a fazer certo sentido!

De repente é amor, trata-se da história de Oliver e Emily, cujo ambos estão atrás dos seus sonhos e conquistas de vida, e se encontram pela primeira vez em um aeroporto rumo a Nova York, onde Emily acaba de terminar o namoro, e como até um pouco clichê eles se reencontram e desencontram inúmeras vezes, até que o destino coloca eles na mesma página.

Mas o que eu gosto mais desse filme, é os personagens em si, Emily é FORTE, temperamental, extrovertida e totalmente divertida, já Oliver, é estupidamente desastrado e até um pouco lento para “pescar” as coisas e acho que isso que me faz gostar tanto do filme, porque é leve! O romance entre eles é leve, Oliver erra tantas vezessssss, e faz tantas coisas bobas para conquista-la, como fazer uma serenata cantando Bon Jovi, e Emily é tão teimosa as vezes! Mas vivem um amor leve, divertido, e é exatamente isso que quero para mim.

Hanna Carolina, Mundinho da Hanna: Planeta do Tesouro

maxresdefault (1)

Meu filme favorito é uma animação na realidade. Ele se chama ‘Planeta de Tesouro’, da Disney. É baseado no clássico ‘A Ilha do Tesouro’ e eu curto bastante, assisto quantas vezes passar na TV. Não apenas a história, mas as músicas estão no meu celular e de vez em quando me pego ouvindo… e cantando também… rsrs

Ele significa muito para mim, lutar pelos meus sonhos, mesmo que todos digam que são infantis ou imaturos. A música tema também fala sobre isso, sobre ser você e não se importar com o que dizem sobre o que você pensa, afinal, seu futuro depende de suas ações e não de terceiros. É uma história de aventura, mas também uma lição de vida que carrego comigo pro resto da vida.

Clíscia Ramos, Clíscia Make Up: Harry Potter e a Pedra Filosofal

cinemascope-harry-potter-e-a-pedra-filosofal-620x330
Foto: Reprodução/Cinemascope

Um filme que marcou muito a minha infância foi Harry Potter e a Pedra Filosofal. Eu assistia muito quando criança, tinha gravado em fita e passei muitas tardes vendo ele. Toda vez que penso nele me recordo da minha infância na casa dos meus avós, vendo tv, comendo miojo. Já vi todos os filmes da série, mas pelas lembranças da infância que o primeiro me traz ele é meu predileto.

Já o meu filme favorito é…

cv5plcyxyaak9ov_9313634
Foto: Reprodução/Debatemx

Já falei que essa é uma decisão muito difícil e que tenho vários filmes que guardo aqui no peito e amo de paixão? Mas como prometido, meu escolhido foi O Fabuloso Destino de Amélie Poulain… Ah, como sou apaixonada pela história, trilha, fotografia, direção, personagens, Paris, tudo que tem nesse filme me arranca um suspiro. É meu remédio para dias ruins, minha dose de inspiração e meu xodó.

A simplicidade que a Amélie tem em enxergar e viver a vida, o certo receio que ela supera em enfrentar algumas situações do cotidiano me cativam demais. E o que falar da frase que é até estampa da minha “brusinha” preferida? “São tempos difíceis para os sonhadores”… E como são difíceis…